OFICINAS

As oficinas  são oferecidas a partir do Maternal.

Capoeira

A capoeira faz parte da cultura do nosso país e engloba várias artes como a música, a dança e a acrobacia. Os ritmos do pandeiro e do berimbau contagiam nossos alunos que participam tocando, cantando, gingando e representando.

As aulas acontecem dentro de um contexto lúdico desenvolvendo nas crianças: a coordenação, a lateralidade, o equilíbrio, o autocontrole, a autoestima e também a relação com os amigos e os  professores.

A infância é um período na vida do ser humano onde ele tem suas maiores oportunidades de enriquecimento do seu acervo motor e, também que ele tem maior interesse e necessidade de movimentar-se. Onde existe criança existe movimento quase contínuo quando associado a isto, temos interesse musical sempre desperto, a capoeira surge como uma alternativa interessantíssima para o trabalho psicomotor e musical conjugados. A capoeira em sua pluriconcepção, tem uma distinta característica que é o fato de trazer a música inserida em sua prática.

JOGO DA CAPOEIRA, UMA FERRAMENTA MEDIADORA NA FORMAÇÃO DA CRIANÇA DE EDUCAÇÃO INFANTIL

Desde muito pequenas as crianças fazem uso de seus movimentos para que possam expressar seus desejos e suas necessidades, as quais deverão ser interpretados pelos adultos e serão fundamentais para as descobertas dos significados desses movimentos.

Aos poucos, o desenvolvimento de novas capacidades vão surgindo e  possibilita que a criança atue de maneira cada vez mais independente sobre o mundo à sua volta, ganhando maior autonomia em relação aos adultos. É partindo de experiências e trocas que realiza com o ambiente e com as pessoas com as quais convive que pode ampliar seu repertório motor adquirindo assim, maior controle e autonomia sobre seu corpo.

Nessa concepção os jogos acabam por se tornar um dos principais mediadores de um processo de educação corporal, já que oferecem interessantes situações de aprendizagem dentro de um contexto rico de significados para as crianças, uma vez que, na perspectiva da criança, brinca-se pelo prazer de brincar, e não porque suas conseqüências são positivas ou preparadoras de alguma coisa.

A proposta de ter um professor de capoeira na escola veio complementar o trabalho psicomotor.

O projeto “A Capoeira vai a Escola” vem sendo aplicado na Escola Maria Fumaça há seis anos, com a proposta de formar uma trilogia: cultura,  formando uma trilogia cultural, social e pedagógica, com o intuito de desenvolver todo o lado psicomotor da capoeira.

No jogo da capoeira, a criança brinca em um contexto de regras  e com objetivos pré-definidos, pois suas ações giram em torno de metas comuns, compartilhadas pelo grupo de jogadores.

Habilidade Motora / Educação Física

Nossa concepção de Educação Física  está associada aos valores da Psicomotricidade, que valoriza o potencial humano, tendo como objetivo a relação harmoniosa dos aspectos intelectual, psíquico e físico.

Utilizar os movimentos do corpo para expressar-se e desenvolver-se. A atividade motora desperta a criatividade, a vontade de expressar suas idéias, de deixar, de libertar suas tensões e energias. Possibilita também, corrigir possíveis distúrbios motores e postura, equilíbrio e coordenação.

O processo de desenvolvimento motor se revela principalmente através de mudanças no comportamento motor. As crianças de 0 à 6 anos estão primeiramente envolvidas em aprender a como se mover eficientemente. Portanto, a melhor maneira de observar o processo de desenvolvimento motor é através do desenvolvimento progressivo das habilidades de movimentos. Uma variedade de fatores cognitivos, afetivos e motores influenciam e são influenciados pelo desenvolvimento das habilidades de movimento e são importantes de serem estudados.

O conhecimento do mundo da criança na primeira infância depende das relações que ela vai estabelecendo com os outros e com as coisas. O que conhece de si e das coisas é insuficiente para estabelecer relações de grupo e, por isso, centra seu brinquedo e sua própria atividade em seus interesses. Porém, é a partir de aproximadamente aos cinco anos, que este aspecto vai sendo modificado pouco a pouco.

Brincadeiras e atividades que desenvolvam habilidades nas crianças são elementos relevantes e tem com objetivo transmitir a elas confiança em si mesmas, compreensão para seu meio ambiente e disposição à comunicação. Isto só é possível quando a criança conhece sua própria capacidade de expressão, sendo capaz de aplicá-la. Uma possibilidade de expressão importante nesta idade é o movimento, que transmite para criança a sensação de espaço, tempo e material; além disso o movimento é estimulante, encoraja e aumenta o espaço de ação da criança. Assim, ela aprende a fazer o uso, não só de objetos, mas também de si mesma.

O professor de educação física procura fazer com que a criança apresente em cada período da vida e da melhor maneira possível, uma boa qualidade de movimentos.

Em relação ao seu papel pedagógico, a educação física deve atuar como qualquer outra disciplina da escola e não desintegrada dela. As habilidades motoras precisam ser desenvolvidas, sem dúvida, mas deve estar claro quais serão as conseqüências disto do ponto de vista cognitivo, social e afetivo.

Diante das características das crianças na primeira infância não há porque não valorizar a Educação Física. Se o contexto for significativo para a criança, o jogo, como qualquer outro recurso pedagógico, tem conseqüência importante no seu desenvolvimento.

Inglês

O aprendizado de inglês está presente na vida das crianças desde os três anos. Com muita alegria elas exploram o idioma, que pode sim estar presente em suas vidas de forma a não prejudicar a apropriação da língua nativa. O estudo de segunda língua estimula a convivência com uma nova cultura, forma conceitos, auxilia na percepção visual, auditiva e oral, assim como propicia o convívio e a socialização das crianças. Este aprendizado acontece de forma lúdica, onde as crianças aprendem através de várias brincadeiras, jogos, música, gravuras e histórias.

As aulas de inglês se desenvolvem de acordo com os projetos pedagógicos da escola.

Yoga

A atividade física é natural para crianças e vital o desenvolvimento saudável delas. Hoje em dia com todo o avanço da sociedade moderna vivemos uma vida muito mais sedentária do que levaram nossos pais e avós. Faz-se então difícil as crianças se exercitarem de forma natural, saudável e divertida.

O Yoga trabalha o corpo todo e é uma excelente atividade para crianças de todas as idades e habilidades. Promove força e flexibilidade, boa coordenação motora e boa postura. É uma excelente atividade para ativar as áreas da atenção, concentração e criatividade da criança, sendo realizada de forma lúdica. Em nossa vida estressante e barulhenta, vai ensinar a criança a relaxar, a como se concentrar e se acalmar. Acima de tudo é uma forma de atividade física gentil, não competitiva.

Na aula de Yoga é trabalhado:

As posturas físicas que tem como finalidade preservar e melhorar a flexibilidade, auxiliar na coordenação motora e no conhecimento e no conhecimento do próprio corpo, favorecendo assim a boa postura.

Exercícios respiratórios que tem como finalidade fortalecer os pulmões e oxigenar melhor o cérebro, aumentando os níveis de concentração.

Ética do Yoga, momento que é trabalhado conceitos como lealdade, honestidade, respeito, consciência do outro, através da importância da amizade e do afeto.

Entre outros.

Definimos Yoga como um comprometimento que o ser humano deve ter com o corpo, mente e espírito. Precisa-se alimentar todos para que possamos viver num mundo melhor onde todas as pessoas e a natureza se respeitem.

 

Oficinas Multicurriculares

Oficina de Jogos

Muito mais do que uma forma de diversão a prática de jogos é uma atividade importante que contribui e enriquece o desenvolvimento da criança.

A confecção de alguns jogos é um momento de criação e cooperação, em que as crianças expressam suas opiniões e dão sugestões, participando também da elaboração das suas normas. Esperar a vez e respeitar as regras são atitudes incentivadas; o que certamente contribui para a formação da cidadania.

Oficina de Artes

A oficina de artes tem como objetivo, deixar que, através da imaginação, as crianças possam desenvolver suas habilidades, tornando-se mais independentes, seguras e aprendendo a tomar iniciativa.

A arte é livre e sem regras. Para criar, basta deixar a imaginação fluir.

Projeto Literatura

“Conte outra vez”, através deste projeto trabalhamos os contos de fada, as fábulas e exploramos amplamente a literatura infantil moderna com leituras, contação de histórias e dramatizações.

As histórias infantis, os contos e as fábulas são um instrumento espetacular para sensibilização das crianças com o propósito de abordagem sobre um tema para conseguir mudança de atitudes comportamentais.

No aspecto pedagógico também trabalhamos com a literatura infantil, de forma prazerosa e a criança exercita a aprendizagem espontânea da leitura e da escrita.

A Biblioteca Móvel é uma atividade permanente em nossa Escola. O objetivo principal é estimular o gosto pela literatura e também despertar o prazer de compartilhar com os colegas, numa posterior atividade de roda, o momento gostoso que vivenciou durante a leitura.

Ex.:Projeto Maleta Mágica

Palco Livre acontece periodicamente com apresentações intercalasses. As apresentações são através de: teatro, música, dança, contação de história, entre outros como resultado de um processo de ensino e aprendizagem.

 

Atividade Extra- Ballet

A aula de ballet é oferecida no turno da manhã (1h por semana) na Escola 1.

Crianças entre 3 e 6 anos passam por grandes transformações. As habilidades motoras e intelectuais florescem, elas passam a ter um controle maior sobre o consciente desenvolvem a competência e se tornam mais independentes. E a dança ( ou o Ballet?) é a atividade mais adequada para facilitar o desenvolvimento em diversos pontos.

Além dos benefícios físicos que traz como o melhoramento da postura, na coordenação motora, nas noções de localização e orientação de espaço, flexibilidade e aumento da resistência corporal, a dança se difere de outros esportes por ser uma arte de expressão, com movimentos lúdicos que despertam a apresentação de sentimentos e emoções e seus benefícios ultrapassam apenas a ação pedagógica de se aprender algo, e entra também no campo psicológico ajudando no crescimento.

Ao dançar o corpo entra em atividade, favorecendo a comunicação de pensamentos e emoções. Contribui também para a atenção, memória, raciocínio, curiosidade, observação, criatividade, faz fluir sensações de alegria além de ser uma atividade divertida.

 
Assine nosso newsletter e receba nossos informativos: